Built with JSN PowerAdminBuilt with JSN PowerAdmin

Você está ligado na Cultura a

busca

Sociedade de Artes e Letras de São Gonçalo: o tempero da Cultura

 

Sócios da SAL

Os Sócios são habitantes da cidade de São Gonçalo que possuem qualquer atividade cultural.

Dos benefícios

Navegue por nossa página para saber mais sobre a Sociedade e aproveite para conhecer nossa cidade.

Colabore com nossos arquivos

Envie fotos da cidade, endereços culturais, artigos sobre assuntos gonçalenses e nomes de artistas para deixar nossos arquivos mais completos a nossos visitantes.

Artistas aprimoram seus trabalhos com gestão empresarial

Layout banner

 

O Projeto Cultura e Negócios Integrados, executado pelo Sebrae no Piauí desde 2006, mostra que o incentivo ao empreendedorismo na música e na dança funciona com resultados bastante positivos. Esse projeto trabalha com 38 grupos, que desenvolvem atividades voltadas ao mercado da cultura. São 22 em Parnaíba e 16 em Teresina.

“A ideia é fazer com que mais pessoas possam entender a cultura como cadeia que precisa ser bem gerida para se tornar um produto mais rentável", afirma a gestora do Cultura e Negócios Integrados, Alreni Lima. Ela destaca ainda que os bons exemplos de empreendedorismo são a marca do segmento e que esse, sem dúvida, é o maior atrativo para aqueles que ainda não tiveram contato com o projeto.

Um dos exemplos de sucesso é o da cantora piauiense Fátima Castelo Branco, que já tem um trabalho reconhecido e consolidado. A artista explica que sua atividade ganhou força depois que ela passou a aplicar os conceitos de empreendedorismo e de gestão repassados pelo Sebrae. "Com as capacitações pude melhorar meu relacionamento com o mercado fonográfico e comecei a desenvolver projetos de forma mais estratégica", revela Fátima, que começa a conquistar outros terrenos para sua música. Recentemente, ela esteve na Europa, realizando shows e divulgando seu trabalho.

"Chegar à Europa foi um passo fundamental porque pude desenvolver ainda mais as técnicas obtidas no Brasil e aprender outras ferramentas para utilizar no Piauí", comenta. A artista esteve vários meses na cidade italiana de Ravena, onde ampliou seus conhecimentos. No Piauí, Fátima trabalha com música no Ponto de Cultura Instituto João Henrique, na cidade de Altos, na região norte do Estado.


Agência Sebrae

 

Registro de obras literárias

Stunning Colors


Registro ou Averbação

Para você realizar o Registro ou a Averbação de sua Obra Intelectual:

 

IMPORTANTE: Todo pagamento deve obrigatoriamente ser feito através de GRU, em qualquer agência do Banco do Brasil. Não enviar ao EDA cheques ou moedas em espécie.

ATENÇÃO:

No caso do Requerimento ser entregue através de Procuração, a mesma deverá informar o CPF e o endereço completo do procurador (incluindo o CEP).

1. Caso o pedido de registro e/ou averbação se der via procurador, na Procuração deverão estar informados o CPF e o endereço completo do procurador (incluindo o CEP).

2. O comprovante de entrega de documentos com o respectivo número de protocolo será fornecido ao requerente que fizer sua solicitação de modo presencial na recepção da Sede do EDA (Rio de Janeiro) e nos Postos Estaduais.

3. Caso o requerente não possa se dirigir pessoalmente à Sede ou a um dos Postos Estaduais do EDA, a DOCUMENTAÇÃO COMPLETA (ver Exigências para Registro ou Averbação) deverá ser enviada por SEDEX ou Carta Registrada para a sede do EDA no Rio de Janeiro. Neste caso, não será possível encaminhar o recebido de entrega de documentos com o respectivo número de protocolo.  O requerente deve aguardar comunicado, via Correios, com informações sobre a solicitação encaminhada, observando os prazos estabelecidos na norma vigente.

 

Rio de Janeiro - RJ (SEDE)
Escritório de Direitos Autorais
Rua da Imprensa, 16/12º andar - sala 1205
Castelo - Rio de Janeiro - 20030-120
Tel. (21) 2220-0039 / 2262-0017 - Fax. (21) 2240-9179

 

 

Registro de produção cultural

Layout banner

 

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive

Jorge Nunes

 

O título parece uma redundância porque, salvo raras exceções, os mestres sempre foram amados pelos alunos, ao menos nos tempos de antigamente. E ele seria aplicável, por isso mesmo, a um grande número de mestras que pontificaram no ensino público e particular gonçalense, entre elas Maria Josepha da Conceição Guimarães Backer (mãe do futuro presidente – governador – Alfredo Backer, sepultada no cemitério de Santa Isabel), Corina Xerém, Leda Vargas Gianerini, Aurelina Dias Cavalcanti, Aída de Souza Faria, Aída Vieira de Souza, Maria Antunes, Estefânia de Carvalho e Albertina Campos.

O propósito, entretanto, é o de realçar uma outra que se destacou por 22 anos na preparação das novas gerações femininas em Pachecos, no século XIX: foi a professora Maria (Amália) de Sá (Bittencourt e Câmara) Earp, casada na Bahia por volta de 1854 com o inglês Silvano Earp, e com quem teve os filhos José, Sylvanus, Nancy, Artur, Roberto e Anna. Porém, dona Maria enviuvou em 11 de janeiro de 1867 e, sem meios de prover a numerosa família, decidiu mudar-se para a Corte. Mestra reconhecida em seu estado natal, aqui prestou concurso (e foi aprovada plenamente, como se dizia na época para o que chamaríamos hoje de louvor, com mais duas candidatas) perante o diretor da instrução pública da província, Tomás Gomes dos Santos, em 28 de fevereiro de 1868, para exercer o magistério na Província do Rio de Janeiro, numa época em que, lembre-se, uma professora (ou professor) percebia mensalmente o equivalente à metade dos vencimentos do Juiz de Direito, porque o Império prestigiava os mestres, e a República, embora tendo vindo também em nome da melhoria da educação, realizou exatamente o contrário, como se pode ver ainda hoje.

0
0
0
s2smodern

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive

Rujany Martins

Não pretendo aqui, fazer história. Historiadores, São Gonçalo os tem e teve reconhecidos nos trabalhos atuais do jornalista e pesquisador Jorge Nunes (crônicas Históricas Gonçalenses I e II) e nos relatos dos professores Salvador da Matta e Silva e Evadir Molina. Fontes habituais de pesquisas sobre os eventos históricos do município são também os trabalhos de Emanuel de Bragança de Macedo Soares e os antigos escritos do Monsenhor Pizarro. Neles busco conhecer os fatos e feitos dos homens e mulheres que produziram a história da cidade onde nasci e sempre vivi. E nunca me atrevi a tentar seguir-lhes os passos, até porque, pesquisar nunca foi meu forte.
Mas vendo e ouvindo, e principalmente, vivendo os últimos 70 anos do cotidiano desta cidade, pude ser testemunha – e às vezes protagonista de episódios que marcaram a vida de São Gonçalo.
O que vou relatar é um desses episódios.

0
0
0
s2smodern

Contato

rua. Nilo Peçanha, 110, sala 1101 - São Gonçalo - RJ - 24445-360 - Brazil

55 (21) 2.605.5250 / 979234190 / 974513822

Who's Online

Temos 113 visitantes e Nenhum membro online

mod_easyslider

visitantes da página

110959
HojeHoje55
TotalTotal110959

Usuários

Registre-se para acesso geral e tambem receber nosso boletim

Por que se associar a Sociedade?

Associar-se à SAL - Sociedade de Artes e Letras de São Gonçalo - é um modo de autopromoção e de promoção do próprio trabalho artístico pois o convívio com pessoas que pensam, vivem e respiram Cultura serve para que cada membro se sirva do outro para as inspirações e apoio necessários para sua propria carreira.

 

baixe aqui a ficha de proposta

Ficha de candidato a Sócio da SAL

Baixe aqui a Ficha de Proposta de Sócio da SAL

Diretoria da Sociedade

Presidente e Fundador

Alexandre Martins

desenhista, animador, escritor e empresário cultural  – Estúdio Alexandre Martins

Paulo Martare

Tesoureiro

Paulo Martare

ator, diretor e autor – Martariando Produções

Elaine Oliveira

Secretária e 2° Tesoureira

Elaine Oliveira

graduanda em Gravura - Escola de Belas Artes/UFRJ – EBA

....

...

... – ...

JSN Dome template designed by JoomlaShine.com