Sample module in position -stick-lefttop-
Sample module in position -stick-leftmiddle-
Sample module in position -stick-leftbottom-
Built with JSN PowerAdminBuilt with JSN PowerAdmin
Sample module in position -stickrightmiddle-

Você está ligado na Cultura a

busca

 

História da SAL

História da SAL 2

Position "user1"

This is a sample module in position “user1”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Position "user2"

This is a sample module in position “user2”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 


Alex Wölbert

Todo gonçalense independente da idade se orgulha em dizer que a sua cidade já foi apelidada de Manchester Fluminense, comparando a cidade inglesa que para os futebolistas de plantão logo imaginam o Manchester United e Manchester City – Atire a primeira pedra quem nunca jogou com um deles no FIFA ou Pro Evolution dois mil e qualquer coisa. Mesmo com a ascensão do São Gonçalo Esporte Clube garantindo a vaga na segundona do carioca e o azul da camisa do clube gonçalense lembrar o Manchester City, não é do futebol que vem essa comparação. Manchester foi uma cidade importantíssima na revolução industrial, foi lá que o mundo viu as primeiras máquinas industriais a vapor no ramo têxtil e a primeira linha férrea de passageiros. O tempo passou e Manchester continua sendo um grande centro industrial e econômico.

A nossa Manchester, a fluminense, assim batizada entre a década de 20 a 50 onde grandes indústrias se instalaram fazendo de São Gonçalo a responsável pela metade da arrecadação de impostos para economia do estado do Rio de Janeiro, não conseguiu segurar a peteca até os dias de hoje. E dentre todas as empresas instaladas nos primórdios uma continua a pleno vapor ganhando espaço no território nacional até mesmo internacional.

O couro comia na política nacional com o Estado Novo de Getúlio Vargas, através do Decreto 37 todos os partidos políticos eram extintos em 2 de dezembro de 1937. Neste mesmo dia, nem ai para o momento o gaucho José Emílio Tarragó achava um jeito de ganhar a vida com o sabor meio doce e meio azedo do tamarindo. Fundava em São Gonçalo a Tarragó, Martinez e Cia Ltda que fazia sucos e licores da fruta. Mas em pouco tempo de empresa Tarragó viu que trabalhar com tamarindo a lucratividade não era tão doce assim e mudou radicalmente sua atividade para conservas de peixes, e assim nascia a Indústria de conservas Coqueiro. A razão social não foi por desgosto com o pobre fruto tamarindo, e sim um jeito de homenagear a Praia do Coqueiro no bairro de Porto Velho onde na época era a sede da empresa.

Não demorou muito para a Coqueiro conquistar a confiança e o paladar dos brasileiros e com a qualidade dos produtos foi um pulo para ganhar o mercado exterior e começou a exportar para diversos países. Como sempre acontece, os tubarões do mercado ficam de olho no crescimento de uma empresa e quando veem nela um potencial concorrente tratam logo de compra-la. Aconteceu com a tradicional marca de refrigerante maranhense Jesus quando comprada pela Coca-Cola e não foi diferente com a marca Coqueiro que foi adquirido pela Quaker do Brasil em 1973. Passou a produzir atum, sardinha sem pele e sem espinha e ampliou ainda mais a sua liderança no mercado. Com o crescimento uma fábrica só em São Gonçalo não deu conta, foi preciso criar então em 1982 a fábrica de Itajaí em Santa Catarina.

Com o passar dos anos as empresas para manter mercado tiveram que não só se preocupar com a qualidade de seus produtos, mas também o que fazem pelo meio ambiente e pelo social. Nesse caminho a Coqueiro em 2010 ganhou o Selo Dolphin Free, um atestado que a empresa não se utiliza de redes que podem capturar, ferir ou matar golfinhos durante a pesca.

Depois de tantas negociações no final de 2011 a marca Coqueiro foi adquirida pela Camil, uma cooperativa agrícola mista onde o forte é feijão e arroz. Aquela mesma que tem como garoto propaganda o chef de cozinha e apresentador Edu Guedes.

Prestes a completar 76 anos a Coqueiro tem uma fatia do mercado de 45% e líder absoluto desse segmento no Brasil com mais de 200 mil pontos de venda em todo território nacional. Só as sardinhas representam 77% do faturamento e ficando 23% de atum. A fábrica localizada em São Gonçalo é hoje a maior unidade de enlatamento de peixes do mundo.

É prazeroso para nós gonçalenses acompanhar o sucesso de uma empresa da nossa terra. Gerando empregos para o nosso povo e contribuindo com a arrecadação do nosso município. E que muitas mais apareçam fazendo valer o bom e velho apelido de Manchester Fluminense.

0
0
0
s2smodern

Position "user3"

This is a sample module in position “user3”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Position "user4"

This is a sample module in position “user4”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Contato

rua. Nilo Peçanha, 110, sala 1101 - São Gonçalo - RJ - 24445-360 - Brazil

55 (21) 2.605.5250 / 979234190 / 974513822

JSN ImageShow

Product Tour

fotos da SAL

Position "user5"

This is a sample module in position “user5”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Quem são os sócios da SAL?

 

Compõe-se a Sociedade de Artes e Letras de São Gonçalo (SAL) de Sócios que constituem seu Quadro Ordinário e de número indeterminado de Membros Correspondentes, Beneméritos, Honorários, Adjutores e Colaboradores, além de um Conselho de Notáveis.

  1. Os Sócios são os eleitos dentre gonçalenses que estejam capacitados a colaborar para cumprimento dos objetivos da SAL e que pertençam a uma ou mais das categorias :
  • artistas plásticos, de reconhecimento público na comunidade, que desenvolvam atividades em: artes plásticas e visuais, artesanato, artes cênicas, música, folclore e tradição;
  • literatos - de reconhecimento público na comunidade, com produção em diversos gêneros.
  1. Os Membros Correspondentes são aqueles escolhidos dentre gonçalenses natos, mas não residentes no Município mas com notório mérito cultural.
  2. Os Membros Beneméritos são aqueles que tenham prestado relevantes serviços à SAL.
  3. Os Membros Honorários são escolhidos entre os que tenham prestado serviços de relevância à cultura gonçalense, ou entre pessoas de qualquer nacionalidade, que se notabilizarem em qualquer ramo da cultura.
  4. Os Membros Adjutores são os admitidos preferencialmente dentre os cônjuges e outros familiares dos Sócios, bem como pessoas positivamente interessadas ou integradas no Movimento Lítero-Cultural, podendo colaborar no desempenho de tarefas auxiliares inerentes aos objetivos da SAL.
  5. Os Membros Colaboradores são pessoas físicas ou jurídicas, que venham a se destacar no auxílio à SAL para contribuir na realização de seus objetivos.
  6. O Sócio, ao completar 75 (setenta e cinco) anos de idade, poderá optar por integrar o Conselho de Notáveis. (Estatuto da SAL, Cap. 2, seção I, Artigo 11º)

 


 

Os direitos dos sócios da SAL

  1. votar e ser votado;
  2. participar das Assembléias Gerais;
  3. desfrutar dos benefícios egressos da condição de membro;
  4. promover convocação do(s) órgão(s) deliberativo(s);
  5. tomar parte nas decisões da Diretoria, quando em sessão conjunta, ordinária ou não;
  6. participar de todas as atividades relacionadas com a SAL;
  7. referendar, se for o caso, a admissão de novo(s) Sócio(s);
  8. fiscalizar o cumprimento do que contém este Estatuto;
  9. provocar, desde que reúnam um mínimo de 10 (dez) Sócios, a convocação de Assembléia Geral no caso de omissão do Presidente ou Diretoria;
  10. participar das Assembléias Gerais;
  11. levar à Direção da SAL sugestão ou reclamação que vise o interesse desta;
  12. renunciar à sua condição de Membro Efetivo, fundamentando as razões de sua decisão. (Estatuto da SAL, Cap. 2, seção II, Artigo 17º)

Position "user7"

This is a sample module in position “user7”. All modules in this position will be arranged in vertical column. The whole position will be collapsed, if there are no modules published.

Ficha de candidato a Sócio da SAL

Baixe aqui a Ficha de Proposta de Sócio da SAL

JSN Dome template designed by JoomlaShine.com