Diretoria da SAL para o quadriênio 2014-2018

 

Presidente – Alexandre Martinsmartins

 

Nascido em 1967, em São Gonçalo (RJ), é bacharel em Artes pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com Cursos de Especialização na área.

É escritor, pesquisador e articulista, com vários livros publicados em edição de autor.
 
Proprietário do Estúdio Alexandre Martins de Desenhos Animados, fundado em 1992, em sua cidade natal, e desde a época produz desenhos animados autorais que participaram de Festivais e Mostras de Animação. Seus personagens animados são característicos e receberam elogio de várias agências e profissionais da área. Além de animação, outros projetos são feitos pelo estúdio nas áreas de quadrinhos, ilustração e design gráfico. Seu personagem Sapo Samuca foi distribuído em vídeo por toda a Península Ibérica na década de 1990.Dotado de senso comunitário, franqueou as instalações de seu estúdio para a formação de novos talentos artísticos, ensinando jovens da cidade as artes audiovisuais e muitos hoje são profissionais na área.

É professor de cursos livres de desenho animado e ilustração nas dependências do seu próprio estúdio.

Foi o idealizador e incentivador de uma Associação Nacional de Cineastas de Animação e é o criador e mantenedor da primeira lista de contato entre os profissionais de animação na Internet.

Em 2003 recebeu o título de “Amigo do Batalhão”, outorgado pelo Comando do 17º Batalhão de Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, por sua atuação em projetos comunitários e sociais na Ilha do Governador (Rio, RJ).
Em 2007 recebeu, por meio de cerimônia própria, uma “Moção de Aplauso” da Câmara de Vereadores de São Gonçalo (RJ) pela atuação de seu estúdio na cidade e na região do Recôncavo da Guanabara.
Em 2009 recebeu a “Medalha Evadyr Molina”, outorgada pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Gonçalo, por sua atuação no campo das Artes fluminenses.
Em 2015, a Medalha Comemorativa dos 20 anos do IHGSG - Instituto Histórico e Geográfico de São Gonçalo.

Iniciou em 2009 seu mandato como Conselheiro de Cultura da cidade, eleito por seus pares na 4ª Conferência Municipal de Cultura de São Gonçalo, sendo o Vice-presidente do Conselho na gestão 2009-2011 e Presidente em 2012-2013 e 2014-2016. Em 2011 participou da elaboração do Plano Municipal de Cultura da cidade de São Gonçalo para o decênio 2012-2022.

Membro-artista (correspondente) da Academia Marial de Aparecida (SP, 1989).
Membro da Associação Internacional de Cinema de Animação – ASIFA (Noruega, 1992).
Presidente-fundador da Sociedade de Artes e Letras de São Gonçalo (RJ, 2004)
Co-fundador da Seção São Gonçalo da União Brasileira de Trovadores (2009).
Artista filiado à AUTVIS - Associação Brasileira dos Direitos dos Autores Visuais (2011);
É produtor fonográfico filiado a ABRAMUS – Associação Brasileira de Música e Arte (2011);
Vice-presidente da Academia Gonçalense de Belas Artes (2016).

 
 

  Vice-presidente – Leonardo Santiago

 

Natural de Niterói, cidade do Rio de  Janeiro. Aos 12 anos de idade, concluiu seu primeiro curso de Desenho Artístico na Academia de Artes, RJ.
Em 1998, mudou-se para a cidade de Angra dos Reis, onde teve a oportunidade de fazer outros cursos de desenho e também de pintura.

Aos 14 anos de idade,Leonardo Santiago fez a sua 1° exposição individual, na Casa de Cultura de  Angra dos Reis.Participou de exposições no teatro Municipal,Colégio Naval, entre outros salões. Ainda jovem, começou a dar cursos na cidade em que morava.

Em 2002, a Secretaria de Cultura e Esportes de Angra dos Reis, contratou seus serviços para decoração carnavalesca da cidade.

Conquistou algumas premiações ao longo do seu trajeto,como por exemplo: A medalha de ouro na Expo Arte do Colégio Naval (categoria pintura), de 1999. Logo começou a dar entrevistas para rádios e canais de televisão. Em 2004, Levou a arte para as escolas especiais (Pestalozzi, Escola de Deficientes auditivos, Escola de deficientes visuais, Escola de deficientes Físicos).

No ano de 2005 , participou como palestrante do I seminário sobre Deficiência Intelectual, realizado no período de 13 de junho à 15 de julho na Associação Pestalozzi de Angra dos Reis.

Em 2006, realizou um projeto de Artes com Deficientes, o ECAPED (Encontro de Cultura e Artes para Pessoas com Deficiência), no Angra Shopping.
Foi convidado para expor suas obras na inauguração da “Travessa dos Artistas”, em Angra dos Reis.

Também em 2009, Leonardo Santiago recebeu um convite para fazer parte do júri da ABD (Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais ), no qual teve a oportunidade de eleger as melhores obras nacionais.

Em 2011, o artista foi eternizado sendo citado no livro "Perfis Biográficos de artistas gonçalenses". Onde mostra toda a trajetória do artista nos seus principais feitos.
Vendeu centenas de obras. Argentina, Espanha e Estados Unidos são alguns dos destinos de suas obras.


Recebeu a Comenda de Belas Artes da ANBA (Academia Niteroiense De Belas Artes Letras e Ciências), onde é membro efetivo, na cadeira de n 41, e o Grão-Colar de Ouro (Honraria Máxima da academia). Em São Gonçalo, recebeu o Mérito Cultural das mãos do Secretário de cultura, Michel Portugal.

Outra cidade onde o artista se destacou foi Angra dos Reis, onde residiu por mais de uma década. Participou de inúmeras exposições, principalmente na Casa de Cultura, Colégio Naval, Teatro Municipal, entre outras. Hoje o Atelier Leonardo Santiago tem 2 unidades, sendo uma delas no município de São Gonçalo e a outra na cidade de Nova Friburgo. Realiza eventos como o "Open Studio" (Atelier de Portas abertas), com sarau de poesias, exposições e música ao vivo.

Leonardo Santiago é membro da SAL desde 2016.

 


 Secretária - Edineti Katgevics


 Tesoureiro – Paulo Martare

 

 

Desde sua infância Paulo Martare (Paulo Roberto Geraldo) já sonhava em ser artista.

 

Com 10 anos compôs a sua 1° musica "Flash back" daí não parou mais. A partir daí a sua musicalidade foi aumentando. Ainda criança formava uma dupla sertaneja com um amigo, mas nada profissional, com os 14 Paulo formou um grupo de samba e que  também cantavam funk, o "Bonde chapa quente", mas querendo algo mais futurístico Paulo Martare procurou novos conhecimentos.

 

Em 2003 entrou para o teatro onde expandiu os seus conhecimentos dando inicio a sua nova trajetória de 2004 a 2006 trabalhou em vários espetáculos como: infantis, adultos, musicais, infantos juvenis...

 

Ainda em 2006 teve a oportunidade de conhecer o método do teatrólogo brasileiro Augusto Boal onde montou um grupo de teatro amador "Expressão teatral jovem" duraram apenas um ano meio com varias mudanças de elenco, mas sempre com a mesma peça "Cuidado excessivo pode fazer mal". Paulo Martare fazia parte do elenco do musical "A cigarra e a formiga" texto do maestro Mario Paris.

 

No ano de 2008 foi convidado para compor as musicas de outro musical "Abracadabra mágica-mística" .

 

Iniciando o seu curso de dança no ballet Simone Falcão ele percebeu que mesmo ajudando a ampliando seus conhecimentos, a dança não tinha muito haver com ele, mas mesmo assim achava importante fazer um modulo, então ele fez um ano de dança de rua, afro, ballet clássico e ballet contemporâneo finalizando o curso em dezembro no teatro municipal de Niterói com os espetáculos "Cinema ao vivo e a cores" e "Cinderela".

 

Ainda pelo ano de 2008 pode tocar novamente no evento "Primafest" ao qual já havia tocado no ano anterior.

 

Estreou como autor, com a peça "Café com formicida" com a parceria de Thiago Moraes e direção de Italo de Castro onde apresentaram exclusivamente na OAB Niterói.

 

2009 foi o ano de dar um tempo dos palcos e dar inicio a sua carreira de diretor que foi até o fim de 2010 trabalhando no teatro e no cinema.

 

Em 2011 após participar do evento "Arraiá do amar" e postar na internet a sua versão da musica andança de Paulo Tapajós ele foi convidado a fazer uma participação especial em um festival de musica, onde ganhou o premio "Fest music 2011". No fim do ano Paulo projeta seu retorno aos palcos após 3 anos sem trabalhar como ator. Querendo uma novidade ele produz um show de stand-up, com vários personagens e musicas.

 

Em 2013 trabalhou em uma peça internacional “Atlas” de Ana Borralho e João Galante.

Em 2015 se profissionaliza como palhaço e criou dois palhaços Jazz Sambaki e Blue Beam onde participa de diversos eventos e principalmente projetos sociais. Ainda em 2015 monta sua primeira esquete produzida pela sua produtora. Paulo da atenção a projetos próprios resolve montar sua empresa independente “Martariando Produções” onde projeta seus projetos no blog, e canal no youtube.

Em 2016 ele se concentra em projetos dentro e fora de sua empresa .

 Em 2015 a convite de Alexandre Martins associa-se à SAL. 

 

 

 

 2ª Tesoureira – Elaine Oliveira

 

JSN Dome template designed by JoomlaShine.com