Continuando o papo sobre a história de bairros de nossa São Gonçalo, veremos outros:

Barro Vermelho...

 

 


Há muitas histórias: segundo a prof. Maria Nelma C. Braga, o nome "barro vermelho" foi devido a uma olaria pertencente à família Nanci - a mesma que é dona de uma grande fazenda em Maricá, foi dona do Cine Nanci (atual loja Marisa, no Rodo), é dona de vários imóveis na cidade, como aquela casa ao lado da Escola Nilo Peçanha, no Zé Garoto e de onde vem os políticos Nanci da cidade - de onde se tirava um barro aonde fica atualmente o CIEP do bairro.
Através do Decreto 527, passou-se a chamar bairro de Fátima
. Mas para os moradores o nome continua sendo "Barro Vermelho".

Bairro das Palmeiras...

 

 


É o nome oficial do "conjunto da Marinha".

Explico: na década de 1980, a Marinha do Brasil mandou aterrar o mangue que existe no local - eu vi, tinha caminhão de aterro que não acabava mais - para fazer um bairro para os marinheiros. A escola do local tem nome de marinheiro (inclusive participante da Guerra do Paraguai).
O nome provém da Estrada das Palmeiras, que começa no Rodo de Itaúna e termina no conjunto da PM. Era tudo mangue pertencente ao rio Guaxindiba.
As ruas do lado oposto ao conjunto (subindo o Maciço de Itaúna)tem nome de artistas de cinema - Charles Chaplin, etc.
Seguindo a onda, a PM mandou construir mais a frente um conjunto para os seus soldados.
Acontece que o conjunto da PM nao vingou, e foi invadido anos depois por famílias inteiras. É isso aí: os primeiros moradores são invasores...
Curiosidade: mais a frente do conjunto da PM existia um QUILOMBO, cujos quilombolas viviam como no século XIX. Hoje, com a falta de segurança pública no local, fugiram de lá...

Engenho Pequeno...

 

 


era a fazenda de João Caldeira. Ele que dava este nome ao seu engenho de cana por achá-lo "pequeno" (que não tinha nada de pequeno). Toneladas de açúcar eram produzidas ali e saíam pelos portos da cidade (eram 10 portos).

Inclusive, é interessante citar que SG tinha a maior produção de açúcar do estado, e também de CACHAÇA.
Em SG teve origem a primeira revolta contra o Império: A Revolta da Cachaça (daí o motivo daqueles furos na Pedra da Coruja, no Zé Garoto, mas isso é outra história).

JSN Dome template designed by JoomlaShine.com