Avaliação do Usuário

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

O cientista físico Alexandre Martins de Souza acaba de ser nomeado Pesquisador Adjunto, no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro, após obter o primeiro lugar no concurso público, que visava preencher o cargo, no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, no Rio de Janeiro.
O cargo compreende atividades na área de atuação: Experimental e Magnetismo ou em sistemas fortemente correlacionados, ou em informação quântica por Ressonância Magnética Nuclear (RMN), ou em nano ciência e nanofabricação, e está inserido na carreira de Pesquisa em Ciência e Tecnologia (cargo padrão) :
Para concorrer, o candidato teria que ser Doutor em Física ou em área correlata, e ter realizado pesquisa relevante em sua área de atuação. Alexandre que tem três (3) pós-doutorados, concorreu com candidatos de diversos países, obtendo a nota 8,06.

QUEM É

O que os gonçalenses não sabem e, aí incluem-se nossos principais estudiosos e autoridades, é que Alexandre Martins de Souza (31 anos) nasceu no bairro Neves, em São Gonçalo.
Cursou o Ensino Fundamental e o Ensino Médio no Colégio Paraiso. Em 1995, prestou vestibular para o curso de física na Universidade Federal Fluminense (UFF). Apesar de ter sido aprovado não conseguiu matrícula porque não havia concluído o 2º grau.
Voltou a fazer novo vestibular, ainda na UFF, em 1996, e foi aprovado. Em 2000, formou-se. Prestou vestibular para fazer o mestrado em física no Centro Brasileiro de Pesquisa Física (CBPF), fundado pelo renomado cientista Cezar Lattes, e foi o único aluno aprovado. Diplomou-se em 2003. Iniciou, então, o doutorado ainda no CBPF e formou-se em 2008, como Doutor em Física, Computação e Informação Quântica.
Sua tese para o doutorado, "um estudo de emaranhamento e desigualdade de Bell em sistemas técnicos magnéticos" recebeu prêmio como "a melhor tese de doutorado defendida".
O cientista Alexandre Martins de Souza. a seguir, fez pós-doutorado em física na Universidade de Waterloo, no Canadá e um outro pós-doutorado na Technische Universität. em Dortmund, Alemanha.
Participou de dezenas de congressos e de palestras na Áustria, França e Itália. Tem publicações sobre física em diversas revistas e jornais (sobre ele, no Google existe extensa informação).
Em 2001, fez o Curso "Política e Estratégia" da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg), quando foi apontado como o mais jovem (18 anos) adesguiano do Brasil.

Descoberta


Em junho de 2011, a Revista Scientific American, publicou uma notícia que dava conta de uma importante descoberta: Ei-la, na íntegra:

"O cientista físico Alexandre Martins de Souza, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, no Rio de Janeiro, e seus colegas durante uma pesquisa, descobriram recentemente enredamento em materiais macroscópicos, tais como carboxilatos de cobre à temperatura ambiente e superior. Nestes sistemas, a interação entre os spins das partículas é suficientemente forte para resistir a caos térmico.
Em outros casos, uma força externa afasta térmica efeitos [ver "Easy Go Easy Come", de George Musser, notícias Scan. Os físicos têm visto emaranhamento em sistemas de tamanho crescente e temperatura, a partir de íons aprisionados por campos eletromagnéticos para ultracold átomosem redes de supercondutores bits quânticos.
Estes sistemas são análogos ao gato de Schrödinger. Considere um átomo ou íon. Seus elétrons podem existir ao redor do núcleo ou mais distância, ou ambos ao mesmo tempo".
 
 
0
0
0
s2smodern
powered by social2s