Vultos da Cidade

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive

Paulo José Leroux: do porto ao trilho para as ruas de São Gonçalo

141

Quem foi Paulo José Leroux? Para o leitor esbaforido vou logo destacar. Foi NETO da destacada Madama, FILHO que se destacou com sobrenome da mãe e HOMEM industrial e empreendedor de destaque em terras gonçalis. Pois é, Paulo José Leroux é neto da francesa Madame Maria Gabriella Margarida Bazin Desmarais, a qual ficou carinhosamente conhecida por Madama (como os brasileiros entendiam a pronuncia francesa para Madame). Foi dona de grandes engenhos de açúcar, aguardente e de um porto fluvial na região.

Seus pais são Carlos Francisco Desmarest e Rosa Arminda Leroux. Aos 29 anos é procurador para tratar de todos os negócios de sua avó. Para além, foi vereador por Niterói e um dos participantes e maiores entusiastas da emancipação política de São Gonçalo de 1890 e concessionário (dono) do ramal férreo do Porto da Madama. Foi também um dos líderes do movimento grevista de 1885 e suas terras receberam “arduamente” a estadia das forças armadas do Brasil. É isso! Vamos tafulhar por entre os mares, trilhos e ruas de Paulo José Leroux.

0
0
0
s2smodern

Avaliação do Usuário

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active

Baluarte da educação e cultura gonçalense!

Maria Estephania Mello de Carvalho, professora, nasceu em Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, a 7 de Junho de 1885 e faleceu em 2 de Março de 1958, em São Gonçalo.
Filha de Modesto Alves Pereira de Mello (Advogado e ex-Prefeito em Cantagalo) e de Guilhermina Martins de Mello, eram seus irmãos Dr. Plácido Modesto Martins de Mello (advogado, ex-promotor na comarca de Nova Frburgo, funcionário público federal, banqueiro e jornalista, fundou a rádio Vera Cruz), Dr. Eugênio Martins de Mello (Capitão da Guarda Nacional, advogado, escrivão federal, político, coletor e fazendeiro) e Dr. Marurilio Martins de Mello (médico e professor catedrático da Faculdade de Medicina de Niterói).
Fez seus estudos no Colégio Sion em Petrópolis, Rio de Janeiro, cursando com raro brilhantismo e fazendo etapa completa de Ciências, Letras, Língua e Música. Prestou exames parcelados no Colégio Pedro II – Rio. Fez vestibular para medicina. Auxiliou na fundação do Colégio Sion no Rio de Janeiro. Dedicou boa parte da sua vida à mocidade e às famílias cariocas.
Casou-se aos 35 anos de idade com o Sr. Zeno Bellido de Carvalho, tendo abandonado o Magistério e passado a residir em Niterói. Aos o falecimento de sua única filha, aos dois anos de idade, voltou a se dedicar ao ensino, fundando em sua própria residência um curso primário, para mais tarde transformar-se na diretora do Curso Feminino do Colégio Brasil, no Fonseca em Niterói e depois fundar o Colégio Carvalho no Centro.
Era o ano da graça de 1941 chega a São Gonçalo a emérita educadora Maria Estephania Mello de Carvalho, a convite do então Prefeito Municipal, Dr. Nelson Corrêa Monteiro, no casarão a Rua Moreira César que a Prefeitura adquiriu para a finalidade de curso secundário que não havia ainda na cidade e abre então concorrência pública vencida pela emérita educadora.
Passa então o seu querido Colégio Carvalho para as mãos do emérito educador, Dr. Plínio Leite, ex-diretor e amigo do Colégio Sion de Petrópolis.
Em 10 de Novembro de 1941, inaugura o Colégio São Gonçalo e contraria alguns que vaticinaram o total insucesso do novo estabelecimento de ensino, pois não acreditaram ser possível o curso secundário, em São Gonçalo.
Anos mais tarde, inaugura a primeira Escola Normal, em São Gonçalo, escola esta que , posteriormente, recebeu o seu nome.
Desenvolveu as mais diferentes tarefas sócio-educacionais. Presidente da LBA (Legião Brasileira de Assistência), da Assistência aos Lázaros (Educandário Vista Alegre), do IGAMI (Instituto Gonçalense de Assistência a Mulher e à Infância), das Damas do Hospital de São Gonçalo (por iniciativa sua foi inaugurado o berçário, distribuição de enxovais), da Caixa Escolar de São Gonçalo. Participou ainda da Campanha de Manutenção e Auxílio às Famílias dos Combatentes da Segunda Guerra Mundial. Foi uma das principais participantes na Campanha Pró Busto do Dr. Luís Palmier.
O Cruzeiro que ainda existe nos dias atuais no Morro da Matriz, foi obra inspirada e construída pela grande mestra e seus alunos, que acabou dando a São Gonçalo um marco histórico.
O Colégio São Gonçalo, através de sua mestra, foi o iniciador das comemorações do Dia do Município, data esta que anos depois foi incorporada pelas autoridades municipais.
Catedrática do Liceu Nilo Peçanha, onde lecionava várias matérias, sendo que o idioma Francês, ensinou na Escola Normal (anexa ao Liceu Nilo Peçanha) de 1930 até 1957, época em que exerceu o cargo de vice-diretora e diretora-substituta, quando então se afastou pelo seu precário estado de saúde.
Foi essa mestra um esteio, uma base, a cultura do torrão gonçalense!

Texto e fotos: Salvador Mata e Silva – Livro Estephania de Carvalho Vida e Obra

pesquisa: Zeca Pinheiro

0
0
0
s2smodern
Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive

Maiores Artilheiros da Seleção em Copas Américas

Zizinho – 17 gols

Créditos: Divulgação

 

Thomaz Soares da Silva, mais conhecido como Zizinho ou Mestre Ziza, nasceu em 14 de setembro de 1921, em São Gonçalo/RJ. Zizinho atuava tanto no meio de campo como no ataque e possuía uma técnica impressionante.

Com a camisa da Seleção Brasileira, jogou a Copa do Mundo de 1950. Apesar da derrota na final para o Uruguai, foi eleito um dos craques da competição. Um ano antes, Mestre Ziza participou da conquista da Copa América.

Na história desse torneio, Zizinho soma 17 gols. Além de ser o maior artilheiro brasileiro da história da competição continental, ele também obtém o recorde de maior número de partidas disputadas na Copa América, com 33 jogos.

0
0
0
s2smodern

Ficha de candidato a Sócio da SAL

Baixe aqui a Ficha de Proposta de Sócio da SAL

Por que se associar a Sociedade?

Associar-se à SAL - Sociedade de Artes e Letras de São Gonçalo - é um modo de autopromoção e de promoção do próprio trabalho artístico pois o convívio com pessoas que pensam, vivem e respiram Cultura serve para que cada membro se sirva do outro para as inspirações e apoio necessários para sua propria carreira.

 

baixe aqui a ficha de proposta

JSN Dome is designed by JoomlaShine.com